fbpx

Procedimentos Cirúrgicos

Procedimentos Cirúrgicos

Lifting Facial


Você olha para seu rosto e percebe que ele não é mais o mesmo de alguns anos atrás?  Com o passar dos anos, a pele perde colágeno, gordura, ossos e elastina. É normal que o seu rosto possa apresentar uma expressão de tristeza e abatimento que não condiz com seu sentimento ou com sua memória de imagem pessoal.

Tecnicamente conhecida como ritidoplastia, a cirurgia da face é um procedimento cirúrgico para melhorar sinais visíveis de envelhecimento no rosto e no pescoço, tais como:

• Flacidez no terço médio da face;
• Vincos profundos abaixo das pálpebras inferiores;
• Vincos profundos ao longo do nariz, que se estendem ao canto da boca;
• Gordura que tenha baixado ou tenha sido deslocada;
• Perda de tônus muscular na face inferior, podendo causar papada;
• Pele frouxa e excesso de depósitos de gordura sob o queixo e a mandíbula.

As cicatrizes são discretas e se localizam na parte da frente da orelha, contornando sua parte inferior, ou podem se estender até a nuca, mas, normalmente, ficam escondidas pelo couro cabeludo.

Rinoplastia


Antes de realizar uma rinoplastia (cirurgia de nariz) é feita uma análise criteriosa das características faciais. Por exemplo: recomenda-se o ângulo de inclinação da ponta do nariz ser entre 90 graus e 105 graus. Porém, os cálculos nessa análise são uma base. Deve ser conciliada a expectativa do paciente a um correto diagnóstico e a visão estética do cirurgião.

Hoje existem também softwares em 3D que utilizam a foto do próprio paciente para a visualização do nariz após a cirurgia plástica, mas é importante lembrar que eles dão apenas uma noção dos resultados.

O segredo para uma rinoplastia de sucesso é o diálogo aberto com um cirurgião plástico de confiança, qualificado com intuito de preservar a naturalidade e a harmonia.

A rinoplastia também é recomendada para corrigir dificuldades respiratórias. Conheça um pouco mais:

PÓS-OPERATÓRIO:
Não é comum queixa de dor depois de rinoplastia, mesmo quando há fratura nasal para correção óssea! Otoplastia (orelha de abano) costuma ser muito mais incômoda pro paciente se comparada com a Rinoplastia, por exemplo. No geral, podem ocorrer incômodos nos dias posteriores à cirurgia e, em caso de dor, o (a) paciente recorre ao analgésico, prescrito pelo cirurgião plástico responsável.

REPOUSO:
Normalmente são 2 semanas de repouso moderado.

A cirurgia do nariz também pode corrigir dificuldade respiratória causada por anormalidades estruturais no nariz.

Blefaroplastia (Pálpebras)


A blefaroplastia concebe maravilhas pra quem sente desconforto com as pálpebras caídas ou com as “bolsas de gordura” sob os olhos, capazes de gerar aquele ar de cansaço na face. De origem, em sua maioria, genética, as bolsas geralmente estão associadas à a flacidez da pele, mas podem piorar com maus hábitos como stress, tabagismo, entre outros. Além do incômodo referente ao envelhecimento da face, a procura dessa cirurgia pode ocorrer em virtude do comprometimento na visão (excesso de pele na pálpebra superior) ou, ainda, quando a mulher sente, no dia a dia, dificuldade de passar maquiagem devido à flacidez das pálpebras.

Existe uma infinidade de técnicas para realizar esse procedimento, e esse pode ser ainda associado a outros tratamentos, como o lifting facial, por exemplo.
A maioria dos pacientes, homens e mulheres (muito procurada por homens!), procuram o consultório após 30 ou 40 anos, mas é importante, caso você sinta qualquer desconforto, incômodo estético ou até mesmo por medida de prevenção, que você procure o cirurgião plástico o quanto antes para resultados mais naturais.

Para os pacientes que realizam a blefaroplastia, a cirurgia possui uma recuperação rápida, as cicatrizes são bem discretas e permanecem escondidas nos contornos das pálpebras. O clareamento da cicatriz levam, aproximadamente, de seis meses a um ano para o resultado final.

Otoplastia (Orelha De Abano)


A otoplastia é a cirurgia que trata as famosas “orelhas de abano” muito abertas nas laterais, ou com alguma má-formação, que provoque incômodo estético em adultos ou crianças.

A correção da orelha é realizada pela cirurgia denominada otoplastia. Visa formar a anti-hélice e diminuir a distância entre a face posterior da orelha e o couro cabeludo.

A intervenção cirúrgica que permite a correção de orelhas proeminentes, através da remodelação da cartilagem do pavilhão auricular, pode ser efetuada a partir  da orelha “formada” que ocorre dos 5  aos 7 anos de idade (idade pré-escolar ). A intervenção pode ser realizada sob anestesia local ou geral em hospital ou centro cirúrgico ambulatorial.

Confira, aqui, 03 dúvidas frequentes:

1. É possível corrigir “orelha de abano” em bebês?  As orelhinhas proeminentes causam bastante preocupação aos pais. É possível, sim, realizar a moldagem das cartilagens da orelha em bebês e quanto antes iniciar (recém-nascido mesmo) menor o tempo de tratamento. Existem moldes prontos no mercado e também o uso de microporagem para moldar as orelhinhas. Ambos devem ser realizados por cirurgiões plásticos, que saberão acompanhar a alteração da forma da orelha, bem como as intercorrências durante o tratamento, que podem aparecer. Mas falando bem a verdade com vocês, é muito difícil os pais aceitarem este tratamento no bebezinho, pois realmente o uso de moldes assusta muito, pode até não ser muito incômodo para os bebês novinhos (quanto maior mais incomodado fica), mas os pais se preocupam de estar machucando, além do que é muito trabalhoso no cuidado (nesta fase a família já está bem atarefada, né?!)… mas é uma opção a mais que pode ser tentada! A cirurgia é a outra opção, mas deve-se esperar após os 5-7 anos.

2. A otoplastia deixa cicatriz?
Toda cirurgia deixa cicatrizes. Felizmente, a cicatriz desse procedimento é bem discreta, pois se localiza atrás da dobra das orelhas, ficando quase imperceptível.

3. Há dor no pós-operatório?
Sim! Otoplastia como toda cirurgia dói! O que acontece muitas vezes é que as pessoas tem uma falsa ideia de que otoplastia não dói e que outras cirurgias doem demais. Assim a percepção de dor na otoplastia fica maior em relação à outras cirurgias para as quais as pessoas já vão mais preparadas pra sentir dor no pós-operatório. Mas também não é nada que não possa ser muito bem controlado com os analgésicos prescritos (tanto que até crianças bem orientadas antes, suportam bem!)

Mamoplastia


A mamoplastia, seja redutora ou de aumento, é uma das cirurgias plásticas que mais trazem satisfação às mulheres. Gera conforto físico e psicológico, mas como toda cirurgia, deve ser planejada com antecedência e cautela, pois o resultado não é imediato. Após a cirurgia, no primeiro mês, os seios ficam bastante inchados. Entre um mês e seis meses, ainda continuam inchados e pode-se notar alteração na sensibilidade dos seios. É somente a partir de seis meses a um ano que se considera um resultado definitivo e com uma cicatriz mais madura.

No caso da mamoplastiaredutora, quanto mais pele e glândula retiradas, maior é a demora do resultado definitivo e maior é a chance de alterar a sensibilidade dos seios.

Para datas comemorativas importantes, como casamento, aniversário e eventos no geral, recomenda-se agendar a cirurgia com, pelo menos, seis meses de antecedência para um resultado mais natural e bonito.

A recuperação de uma cirurgia também afeta a qualidade do resultado, logo é necessário seguir à risca as recomendações médicas.

Basicamente, existem 3 tipos de incisões para se colocar a prótese de silicone: via axila, via aréola e inframamária (corte é feito abaixo das mamas, na dobrinha inferior dos seios).⠀

Ou seja, três locais de cicatriz possíveis.⠀ “Então, doutora, qual é a MELHOR?”  Cada incisão possui suas vantagens e por mais que alguma amiga(o) lhe indique alguma – ou você leia sobre isso na internet – não existe a “MELHOR”.⠀

Após um ano da cirurgia, a maioria das cicatrizes ficam quase imperceptíveis, mas cada paciente possui um tipo de cicatrização, uma expectativa de resultado, um formato de mama, um formato de tórax, hábitos de vida, diferentes.⠀

É importante lembrar que a prótese de silicone não deve impedir que o paciente mantenha a regularidade dos exames preventivos femininos, como mamografia e o autoexame.

Redução De Mamas


As glândulas mamárias se desenvolvem, sobretudo, na puberdade (por estímulos hormonais) e na gravidez.

O aumento desproporcional das mamas, “os seios fartos”, muitas vezes gera um incômodo enorme em algumas mulheres, e vai além de uma questão puramente estética. A cirurgia de redução de mama pode aliviar estes desconfortos das mamas volumosas e proporcionar um dia a dia mais confortável à paciente (como na prática de atividades físicas).

O número do sutiã não é parâmetro para definir se devemos realizar uma cirurgia redutora. Cada pessoa é única e possui um biótipo com a altura e largura do tórax distintos.

Normalmente, a mamoplastia redutora é indicada para mulheres que já passaram da adolescência, quando temos o desenvolvimento das glândulas mamárias completo; porém, pode ser realizada antes, depende do caso e de que tipo de problema está causando.

Procure um cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para avaliar o seu caso.

Seios Caídos ou Cicatriz nas Mamas???

Toda e qualquer cirurgia plástica gera cicatrizes, que podem ser grandes ou pequenas, dependendo muito da quantidade de pele que precisou ser retirada: quanto mais pele retirada maior a cicatriz. O processo de cicatrização de cada indivíduo também influencia demais o resultado. Deve-se levar muito em conta história pessoal de quelóide e cicatrizes inestéticas. No caso da cirurgia de levantamento das mamas, a cicatriz deve ser muito bem discutida com a paciente, pois pode incomodar algumas mulheres ao ponto de fazê-las desistirem de operar. No entanto, para a maioria delas, se livrar do excesso de pele e do aspecto de mamas caídas é libertador!

E você, se fosse escolher, o que preferiria: cicatriz ou os seios com ptose (queda)? Quero saber!

Já para as mulheres que se arrependeram de ter colocado silicone de tamanho grande, é possível substituir por próteses menores. Nestes casos, na maioria das vezes, é necessário se retirar pelo menos um pouco de pele, para compensar a diminuição do volume mamário, evitando o aspecto de mama “caída”. Antes de colocar prótese sempre se lembre de que futuras mudanças de opinião podem acontecer e isso levará a nova cirurgia e cicatrizes! Pense bastante sobre o que você deseja e as consequências das suas decisões! Dessa forma, o risco de ficar insatisfeita com o resultado no longo prazo será muito menor.

A cirurgia nas mamas pode ser realizada tanto antes quanto depois da mulher ter filhos e amamentar. Entretanto, se a mulher pretende ter filhos e deseja realizar a redução de mama (mamoplastia redutora) ou a mastopexia (quando se retira o excesso de pele dos seios) é importante saber que a cirurgia pode, sim, afetar a lactação (amamentação) e a mulher terá que pesar os benefícios da cirurgia versus o desejo de amamentar.

Quanto maior a redução do seio ou a retirada de pele, maior a possibilidade da amamentação ser prejudicada.

Já na mamoplastia de aumento, com a inclusão da prótese de silicone, não temos interferência nos ductos mamários e, por isso, não prejudica-se a amamentação.⠀

E você, tem uma experiência com a mamoplastia? Como foi a sua recuperação? Gostou do resultado? Compartilhe com a gente!

Lifting De Mamas (Levantamento)


A mastopexia é responsável por reposicionar a aréola e a pele com flacidez, conforme essa segunda imagem.⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Caso a paciente deseje aumentar o tamanho das mamas, além de suspender, podemos contar com duas alternativas adicionais: a mamoplastia de aumento (o implante silicone), para aumentar bastante, ou o lipofilling das mamas, para corrigir pequenas alterações de forma e volume. É quando retira-se gordura da própria paciente para enxertar nos seios.Apesar de serem usadas, muitas vezes, em conjunto com a mastopexia, as próteses de silicone NÃO levantam os seios.⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀
Se usássemos as próteses em mamas flácidas, elevaríamos o peso das mamas, gerando ainda mais queda (ptose mamária)

Reconstrução Mamária


Ginecomastia


Uma das cirurgias mais requisitadas para os homens é redução do excesso de mamas, chamado Ginecomastia. Caracterizada por excesso de gordura localizada ou da glândula mamária, ou de ambas, as mamas salientes podem causar desconforto físico e emocional em homens. A correção desse problema é realizada através de lipoaspiração com retirada de glândula, nos casos mais simples, mas também poderá ser necessária a retirada de pele quando há muita flacidez. A técnica cirurgica mais adequada para o seu caso será definida por seu cirurgião (ou cirurgiã)
Após a cirurgia, são necessárias cerca de uma a 2 semanas para voltar à rotina normal.

 

Braquioplastia (Braços)


Sabe aquele famoso sinal do “tchauzinho”, que nos incomoda tanto? A flacidez e o excesso de gordura nos braços, de fato, geram desconforto e constrangimento em muitos pacientes. Mesmo com a prática de exercícios físicos e alimentação adequada, o problema pode persistir.

A braquioplastia, ou lifting de braço, reduz o excesso de pele entre a axila e o cotovelo, proporcionando uma pele mais lisa e com contornos suaves. O procedimento irá depender do grau de flacidez e gordura e pode ser feito em homens e mulheres, na idade adulta, com algum grau de flacidez.
Em casos com pouca flacidez é possível fazer a cirurgia sem deixar maiores cicatrizes e, quando o grau é moderado, as cicatrizes ficam bem escondidas na região das axilas. Apenas quando há muito excesso de pele e gordura é preciso que a cicatriz fique localizada na parte interna do braço.
Você também já se sentiu constrangido por causa do “tchauzinho”? Compartilhe conosco nos comentários.

Abdominoplastia


A abdominoplastia é indicada para pacientes que tem flacidez de pele abdominal e também diástase dos músculos retos abdominais. Diástase é o alargamento da distância entre os músculos que “seguram” o conteúdo interno do abdome (vísceras). Quando ela ocorre, há um deslocamento deste conteúdo para frente, fazendo com que o abdome fique mais abaulado.

Para corrigir isso, além de retirar o excesso de pele também é necessário reaproximar os músculos. Mas a cicatriz que fica evidente é a da retirada de pele. Por isso a flacidez da pele é o fator determinante da forma da cicatriz. Se existir flacidez abdominal na porção inferior do abdome, a cicatriz será horizontal, abaixo da linha das roupas íntimas, bem acima do púbis. Mas se a flacidez na parte superior do abdome for muito acentuada pode ser necessário um corte vertical, resultando no que chamamos de cicatriz em “T” invertido. Mas quando a paciente não apresenta muita flacidez além da cicatriz horizontal pode ficar também com uma pequena cicatriz vertical que corresponde ao orifício do umbigo “antigo”. Nestes casos a pele da parte superior do abdome não é muito excedente e por isso não dá pra esticar até a parte inferior onde fica a cicatriz da linha do biquini e por isso o “buraquinho” do umbigo antigo fica como um risco abaixo do umbigo novo.

Se está nos seus planos realizar uma cirurgia plástica, principalmente a abdominoplastia e a mamoplastia, discuta abertamente com seu médico sobre o desejo de ter filhos. O ideal é operar somente após ter todos os filhos desejados, mas claro, isso passa por uma escolha pessoal, pesando prós e contras.

Para quem fez a cirurgia de abdominoplastia e engravidou, ou ainda deseja engravidar, pode ficar tranquila pois o fato de ter feito esta cirurgia não prejudica o bebê! Raríssimos são os relatos de que uma gravidez após abdominoplastia evoluiu de forma desfavorável por causa da cirurgia. Basta pensar que a cirurgia recupera a parede abdominal na forma de uma mulher que nunca teve filhos. Na cirurgia a pele é “esticada” e os músculos abdominais reaproximados, e com a gravidez a pele será estirada ainda mais e os músculos abdominais novamente afastados pelo crescimento uterino.

Com ou sem cirurgia abdominal prévia, toda barriga será diferente após uma gravidez! Mas claro que uma segunda cirurgia de abdominoplastia é sempre mais complicada (como qualquer cirurgia feita por mais de uma vez, secundária como costumamos chamar). Então se você ainda não tem certeza que “fechou a fábrica”, melhor pensar se realmente vale a pena operar antes de engravidar!

Lipoaspiração


Se você, seja homem ou mulher, possui:
– Gordurinha localizada nas costas;
– A famosa “pochete” que não sai com exercícios físicos ou dieta;
– Gordura entre coxas, que provoca assaduras ;
– Gordura no culote;
– Acúmulo de gordura nos braços ;
– Papada;
– Acúmulo de gordura na região das axilas (pequeno volume);
– Entre outros: locais que apresentam pequeno volume de gordura… A lipoaspiração pode ser para você!

Ou seja, a lipoaspiração é destinada à retirada de gordura localizada e não é um método de emagrecimento.

Além de remover a gordura, durante a lipoaspiração, o cirurgião plástico pode ainda realizar a lipoescultura, que consiste em aproveitar a gordura retirada e colocá-la em outro local do corpo (como no bumbum) , de forma a melhorar a harmonia do corpo. Bomm, né?

“Vibrolipo” é uma técnica de lipoaspiração que conta com a ajuda de um aparelho que faz vibrar as cânulas de lipoaspiração, durante todo o procedimento.

A vibração facilita a quebra de fibroses e a retirada de gordura mais homogeneamente em todo o corpo. Sem o auxílio do vibrolipo as “marcas do caminho” por onde passou a cânula podem ficar mais evidentes (já viram quem já fez lipo ficar com depressões lineares na pele?). O uso do vibrolipo exige experiência do cirurgião no manuseio do aparelho. Os cuidados pré e pós-operatório para os pacientes são os mesmos de qualquer lipo.

O tempo de cirurgia pode ser um pouco menor, justamente pelo fato de se conseguir o resultado mais rápido, mas o tempo de lipo é determinado, principalmente, pelo tamanho da área a ser lipada! O uso de vibrolipo varia muito de cirurgião para cirurgião! Conheço quem adora os resultados do vibrolipo (como eu) e quem detesta usá-lo, mas também consegue bons resultados com cânulas normais!

Para pacientes que já fizeram lipo e que têm fibrose importante na região que precisa passar por nova lipoaspiração, o uso de vibrolipo e até mesmo lipo a laser é muito interessante.

-Lipoescultura: a lipoescultura é um procedimento semelhante à lipoaspiração. A diferença principal consiste no fato de que, enquanto na lipoaspiração retira-se e se descarta o excesso de gordura do corpo, na lipoescultura, reaproveita-se essa gordura para realizar o enxerto e moldar outras partes do corpo (como os glúteos, as “maçãs do rosto”, o dorso das mãos, as pernas) ou para minimizar celulite, vincos e depressões em várias partes do corpo.⠀
Lembrando que, para resultados prolongados, é importante manter um estilo de vida saudável.⠀

 

Lipoenxertia


As pessoas que procuram a lipoenxertia geralmente estão querendo apenas ganhar volume em áreas “murchinhas” no corpo… mas o que a maioria não sabe é que a gordura enxertada (colocada em outras áreas do corpo) também promove uma melhora importante da qualidade da pele!!! A gordura  é retirada de áreas onde está em excesso e colocada nas áreas com depressões, ou pouco volume, como bumbum e coxas, ou em outras áreas onde não queremos tanto volume, mas sim a melhora da pele como na face, dorso das mãos, celulites e etc.

Destacamos para você o enxerto de gordura no bumbum (glúteos), por ser uma cirurgia bastante procurada para aumentar o tamanho das nádegas pequenas (ou hipotróficas) ou que possuem alguma deformidade (congênita ou mesmo decorrente de acidentes). A gordura para enxertia glútea é retirada, geralmente, da região abdominal e cintura/flancos, onde se concentra mais gordura. Um volume um pouco maior é injetado para se ter o resultado final esperado, já prevendo uma  perda parcial por absorção da gordura enxertada.

No pós-operatório é importante o uso de cinta para modelar a área do bumbum e o repouso maior por 3 dias. Geralmente, o desconforto é discreto e bem controlado com analgésicos.

E você? Sabia que a gordura tem este efeito benéfico? Qual parte do seu corpo você acha que sua gordurinha seria bem vinda?

Lipolaser


A lipoalaser é uma técnica de lipoaspiração com um aparelho que emite um feixe de luz pela fibra óptica. Essa luz promove a “quebra” das células de gordura e facilita a retirada delas durante a lipoaspiração. O laser é recomendado para pacientes que já fizeram a lipoaspiração ou procedimentos como a criolipólise. Nesses casos, a fibrose (ou a cicatriz do tecido subcutâneo) pode ser intensa. Então o laser é passado nas regiões afetadas por baixo da pele e dissolve diretamente as fibroses, facilitando depois a retirada de gordura pela cânula de lipo tradicional.

Outro efeito muito interessante do laser na lipo é que o calor gerado remodela o colágeno, promovendo, assim, uma retração na pele. Isso ajuda a diminuir a flacidez e torna a técnica uma ótima escolha para regiões com pele fina e naturalmente flácida, como a parte interna das coxas, o mento (papada) e os braços (na região do “tchauzinho”).  E você, conhecia essa cirurgia? Marque aqui um (a) amigo (a) que precisa de saber disso!

Gluteoplastia (Silicone Nádegas)


Você malha, malha, malha e, mesmo assim, sente que falta um pouco mais de volume no bumbum? A gluteoplastia, uma cirurgia que modela o formato dos glúteos, pode ser para você.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

A gluteoplastia é indicada para pessoas que têm o desejo de aumentar ou modelar o bumbum, deixando-o com mais volume. ⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O implante é colocado por dentro do músculo (ao contrário do da prótese de silicone que é colocado abaixo ou acima dele; tem duração aproximada de duas horas. Após a cirurgia (dentro de 48 horas), o paciente deve permanecer de barriga para baixo. Depois desse prazo, é permitido virar de lado e, em uma semana, já é possível sentar-se. No pós-operatório, uma cinta modeladora é usada.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Existem implantes redondos e ovais e a escolha é feita de acordo com o biotipo da pessoa, levando em conta o formato do corpo e os objetivos do paciente. Os resultados da gluteoplastia podem ser vistos imediatamente. Então, para saber se o procedimento é mesmo para você, marque sua consulta e saiba mais!

Ninfoplastia (Cirurgia Íntima)


O excesso de pele dos pequenos lábios vaginais pode provocar muito desconforto nas mulheres, e não só estético! O mais comum é a queixa de incômodo e dor durante as relações sexuais e de coceira por infecções repetidas por candidíase.⠀

Há mulheres que também se queixam de dor ao usar calça justa ou vergonha pelo excesso de volume ao usar biquini…⠀

A ninfoplastia reduz a pele dos pequenos lábios, dura cerca de 40 minutos e não é necessário repouso.

Muitas pessoas confundem a ninfoplastia com a diminuição do clitóris, mas são completamente diferentes: na ninfoplastia a região clitoriana não é operada, somente é retirada pele dos pequenos lábios. Portanto, as mulheres podem ficar tranquilas em relação a sensibilidade clitoriana (que não é afetada).⠀

Outra confusão é quando acham que há sobra de pele nos grandes lábios vaginais. A retirada de pele desta região pode até ser feita, se realmente houver excesso de pele, mas na maioria das vezes, o que ocorre é falta de gordura que dê sustentação à pele dos grandes lábios. Então a lipoenxertia promove uma melhora impressionante da forma e sustentação de toda a região. A lipoenxertia de grandes lábios é muito comum de ser associada à retirada de pele dos pequenos lábios, principalmente em pacientes após os 40 anos.⠀
Depois de fazer a ninfoplastia a paciente deve evitar os banhos muitos quentes, e deve seguir as recomendações médicas quanto a higiene íntima. A relação sexual é liberada com cerca de um mês.⠀

Se você se sente incomodada jamais tenha vergonha de expor suas queixas! Converse abertamente com seu cirurgião plástico, que podemos te ajudar!

Correção De Cicatrizes


As cicatrizes são sinais visíveis de lesão ou cirurgia, que permanecem após uma ferida ser cicatrizada, e seu desenvolvimento pode ser imprevisível.
A cirurgia plástica possui técnicas que permitem amenizar cicatrizes hipertróficas, quelóides e retrações cicatriciais, para proporcionar um resultado estético mais agradável ou melhorar uma cicatriz que teve má evolução, mas uma cicatriz não pode ser completamente apagada.

As opções de tratamento podem incluir:

• Tratamentos com medicações tópicas (cremes)

• Infiltração de medicação

• Revisão cirúrgica com técnicas diversas de fechamento da ferida.

O tipo de cicatriz que você tem, bem como as características da sua pele e seu histórico de saúde serão avaliados para que seja decidido o melhor tratamento para o seu caso. Agende uma consulta para saber quais as melhores opções para você.

Retirada De Tumores De Pele


Lifting De Coxas


Lifting Facial


Você olha para seu rosto e percebe que ele não é mais o mesmo de alguns anos atrás?  Com o passar dos anos, a pele perde colágeno, gordura, ossos e elastina. É normal que o seu rosto possa apresentar uma expressão de tristeza e abatimento que não condiz com seu sentimento ou com sua memória de imagem pessoal.

Tecnicamente conhecida como ritidoplastia, a cirurgia da face é um procedimento cirúrgico para melhorar sinais visíveis de envelhecimento no rosto e no pescoço, tais como:

• Flacidez no terço médio da face;
• Vincos profundos abaixo das pálpebras inferiores;
• Vincos profundos ao longo do nariz, que se estendem ao canto da boca;
• Gordura que tenha baixado ou tenha sido deslocada;
• Perda de tônus muscular na face inferior, podendo causar papada;
• Pele frouxa e excesso de depósitos de gordura sob o queixo e a mandíbula.

As cicatrizes são discretas e se localizam na parte da frente da orelha, contornando sua parte inferior, ou podem se estender até a nuca, mas, normalmente, ficam escondidas pelo couro cabeludo.

Rinoplastia


Antes de realizar uma rinoplastia (cirurgia de nariz) é feita uma análise criteriosa das características faciais. Por exemplo: recomenda-se o ângulo de inclinação da ponta do nariz ser entre 90 graus e 105 graus. Porém, os cálculos nessa análise são uma base. Deve ser conciliada a expectativa do paciente a um correto diagnóstico e a visão estética do cirurgião.

Hoje existem também softwares em 3D que utilizam a foto do próprio paciente para a visualização do nariz após a cirurgia plástica, mas é importante lembrar que eles dão apenas uma noção dos resultados.

O segredo para uma rinoplastia de sucesso é o diálogo aberto com um cirurgião plástico de confiança, qualificado com intuito de preservar a naturalidade e a harmonia.

A rinoplastia também é recomendada para corrigir dificuldades respiratórias. Conheça um pouco mais:

PÓS-OPERATÓRIO:
Não é comum queixa de dor depois de rinoplastia, mesmo quando há fratura nasal para correção óssea! Otoplastia (orelha de abano) costuma ser muito mais incômoda pro paciente se comparada com a Rinoplastia, por exemplo. No geral, podem ocorrer incômodos nos dias posteriores à cirurgia e, em caso de dor, o (a) paciente recorre ao analgésico, prescrito pelo cirurgião plástico responsável.

REPOUSO:
Normalmente são 2 semanas de repouso moderado.

A cirurgia do nariz também pode corrigir dificuldade respiratória causada por anormalidades estruturais no nariz.

Blefaroplastia (Pálpebras)


A blefaroplastia concebe maravilhas pra quem sente desconforto com as pálpebras caídas ou com as “bolsas de gordura” sob os olhos, capazes de gerar aquele ar de cansaço na face. De origem, em sua maioria, genética, as bolsas geralmente estão associadas à a flacidez da pele, mas podem piorar com maus hábitos como stress, tabagismo, entre outros. Além do incômodo referente ao envelhecimento da face, a procura dessa cirurgia pode ocorrer em virtude do comprometimento na visão (excesso de pele na pálpebra superior) ou, ainda, quando a mulher sente, no dia a dia, dificuldade de passar maquiagem devido à flacidez das pálpebras.

Existe uma infinidade de técnicas para realizar esse procedimento, e esse pode ser ainda associado a outros tratamentos, como o lifting facial, por exemplo.
A maioria dos pacientes, homens e mulheres (muito procurada por homens!), procuram o consultório após 30 ou 40 anos, mas é importante, caso você sinta qualquer desconforto, incômodo estético ou até mesmo por medida de prevenção, que você procure o cirurgião plástico o quanto antes para resultados mais naturais.

Para os pacientes que realizam a blefaroplastia, a cirurgia possui uma recuperação rápida, as cicatrizes são bem discretas e permanecem escondidas nos contornos das pálpebras. O clareamento da cicatriz levam, aproximadamente, de seis meses a um ano para o resultado final.

Otoplastia (Orelha De Abano)


A otoplastia é a cirurgia que trata as famosas “orelhas de abano” muito abertas nas laterais, ou com alguma má-formação, que provoque incômodo estético em adultos ou crianças.

A correção da orelha é realizada pela cirurgia denominada otoplastia. Visa formar a anti-hélice e diminuir a distância entre a face posterior da orelha e o couro cabeludo.

A intervenção cirúrgica que permite a correção de orelhas proeminentes, através da remodelação da cartilagem do pavilhão auricular, pode ser efetuada a partir  da orelha “formada” que ocorre dos 5  aos 7 anos de idade (idade pré-escolar ). A intervenção pode ser realizada sob anestesia local ou geral em hospital ou centro cirúrgico ambulatorial.

Confira, aqui, 03 dúvidas frequentes:

1. É possível corrigir “orelha de abano” em bebês?  As orelhinhas proeminentes causam bastante preocupação aos pais. É possível, sim, realizar a moldagem das cartilagens da orelha em bebês e quanto antes iniciar (recém-nascido mesmo) menor o tempo de tratamento. Existem moldes prontos no mercado e também o uso de microporagem para moldar as orelhinhas. Ambos devem ser realizados por cirurgiões plásticos, que saberão acompanhar a alteração da forma da orelha, bem como as intercorrências durante o tratamento, que podem aparecer. Mas falando bem a verdade com vocês, é muito difícil os pais aceitarem este tratamento no bebezinho, pois realmente o uso de moldes assusta muito, pode até não ser muito incômodo para os bebês novinhos (quanto maior mais incomodado fica), mas os pais se preocupam de estar machucando, além do que é muito trabalhoso no cuidado (nesta fase a família já está bem atarefada, né?!)… mas é uma opção a mais que pode ser tentada! A cirurgia é a outra opção, mas deve-se esperar após os 5-7 anos.

2. A otoplastia deixa cicatriz?
Toda cirurgia deixa cicatrizes. Felizmente, a cicatriz desse procedimento é bem discreta, pois se localiza atrás da dobra das orelhas, ficando quase imperceptível.

3. Há dor no pós-operatório?
Sim! Otoplastia como toda cirurgia dói! O que acontece muitas vezes é que as pessoas tem uma falsa ideia de que otoplastia não dói e que outras cirurgias doem demais. Assim a percepção de dor na otoplastia fica maior em relação à outras cirurgias para as quais as pessoas já vão mais preparadas pra sentir dor no pós-operatório. Mas também não é nada que não possa ser muito bem controlado com os analgésicos prescritos (tanto que até crianças bem orientadas antes, suportam bem!)

Mamoplastia


A mamoplastia, seja redutora ou de aumento, é uma das cirurgias plásticas que mais trazem satisfação às mulheres. Gera conforto físico e psicológico, mas como toda cirurgia, deve ser planejada com antecedência e cautela, pois o resultado não é imediato. Após a cirurgia, no primeiro mês, os seios ficam bastante inchados. Entre um mês e seis meses, ainda continuam inchados e pode-se notar alteração na sensibilidade dos seios. É somente a partir de seis meses a um ano que se considera um resultado definitivo e com uma cicatriz mais madura.

No caso da mamoplastiaredutora, quanto mais pele e glândula retiradas, maior é a demora do resultado definitivo e maior é a chance de alterar a sensibilidade dos seios.

Para datas comemorativas importantes, como casamento, aniversário e eventos no geral, recomenda-se agendar a cirurgia com, pelo menos, seis meses de antecedência para um resultado mais natural e bonito.

A recuperação de uma cirurgia também afeta a qualidade do resultado, logo é necessário seguir à risca as recomendações médicas.

Basicamente, existem 3 tipos de incisões para se colocar a prótese de silicone: via axila, via aréola e inframamária (corte é feito abaixo das mamas, na dobrinha inferior dos seios).⠀

Ou seja, três locais de cicatriz possíveis.⠀ “Então, doutora, qual é a MELHOR?”  Cada incisão possui suas vantagens e por mais que alguma amiga(o) lhe indique alguma – ou você leia sobre isso na internet – não existe a “MELHOR”.⠀

Após um ano da cirurgia, a maioria das cicatrizes ficam quase imperceptíveis, mas cada paciente possui um tipo de cicatrização, uma expectativa de resultado, um formato de mama, um formato de tórax, hábitos de vida, diferentes.⠀

É importante lembrar que a prótese de silicone não deve impedir que o paciente mantenha a regularidade dos exames preventivos femininos, como mamografia e o autoexame.

Redução De Mamas


As glândulas mamárias se desenvolvem, sobretudo, na puberdade (por estímulos hormonais) e na gravidez.

O aumento desproporcional das mamas, “os seios fartos”, muitas vezes gera um incômodo enorme em algumas mulheres, e vai além de uma questão puramente estética. A cirurgia de redução de mama pode aliviar estes desconfortos das mamas volumosas e proporcionar um dia a dia mais confortável à paciente (como na prática de atividades físicas).

O número do sutiã não é parâmetro para definir se devemos realizar uma cirurgia redutora. Cada pessoa é única e possui um biótipo com a altura e largura do tórax distintos.

Normalmente, a mamoplastia redutora é indicada para mulheres que já passaram da adolescência, quando temos o desenvolvimento das glândulas mamárias completo; porém, pode ser realizada antes, depende do caso e de que tipo de problema está causando.

Procure um cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para avaliar o seu caso.

Seios Caídos ou Cicatriz nas Mamas???

Toda e qualquer cirurgia plástica gera cicatrizes, que podem ser grandes ou pequenas, dependendo muito da quantidade de pele que precisou ser retirada: quanto mais pele retirada maior a cicatriz. O processo de cicatrização de cada indivíduo também influencia demais o resultado. Deve-se levar muito em conta história pessoal de quelóide e cicatrizes inestéticas. No caso da cirurgia de levantamento das mamas, a cicatriz deve ser muito bem discutida com a paciente, pois pode incomodar algumas mulheres ao ponto de fazê-las desistirem de operar. No entanto, para a maioria delas, se livrar do excesso de pele e do aspecto de mamas caídas é libertador!

E você, se fosse escolher, o que preferiria: cicatriz ou os seios com ptose (queda)? Quero saber!

Já para as mulheres que se arrependeram de ter colocado silicone de tamanho grande, é possível substituir por próteses menores. Nestes casos, na maioria das vezes, é necessário se retirar pelo menos um pouco de pele, para compensar a diminuição do volume mamário, evitando o aspecto de mama “caída”. Antes de colocar prótese sempre se lembre de que futuras mudanças de opinião podem acontecer e isso levará a nova cirurgia e cicatrizes! Pense bastante sobre o que você deseja e as consequências das suas decisões! Dessa forma, o risco de ficar insatisfeita com o resultado no longo prazo será muito menor.

A cirurgia nas mamas pode ser realizada tanto antes quanto depois da mulher ter filhos e amamentar. Entretanto, se a mulher pretende ter filhos e deseja realizar a redução de mama (mamoplastia redutora) ou a mastopexia (quando se retira o excesso de pele dos seios) é importante saber que a cirurgia pode, sim, afetar a lactação (amamentação) e a mulher terá que pesar os benefícios da cirurgia versus o desejo de amamentar.

Quanto maior a redução do seio ou a retirada de pele, maior a possibilidade da amamentação ser prejudicada.

Já na mamoplastia de aumento, com a inclusão da prótese de silicone, não temos interferência nos ductos mamários e, por isso, não prejudica-se a amamentação.⠀

E você, tem uma experiência com a mamoplastia? Como foi a sua recuperação? Gostou do resultado? Compartilhe com a gente!

Lifting De Mamas (Levantamento)


A mastopexia é responsável por reposicionar a aréola e a pele com flacidez, conforme essa segunda imagem.⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Caso a paciente deseje aumentar o tamanho das mamas, além de suspender, podemos contar com duas alternativas adicionais: a mamoplastia de aumento (o implante silicone), para aumentar bastante, ou o lipofilling das mamas, para corrigir pequenas alterações de forma e volume. É quando retira-se gordura da própria paciente para enxertar nos seios.Apesar de serem usadas, muitas vezes, em conjunto com a mastopexia, as próteses de silicone NÃO levantam os seios.⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀
Se usássemos as próteses em mamas flácidas, elevaríamos o peso das mamas, gerando ainda mais queda (ptose mamária)

Reconstrução Mamária


Braquioplastia (Braços)


Sabe aquele famoso sinal do “tchauzinho”, que nos incomoda tanto? A flacidez e o excesso de gordura nos braços, de fato, geram desconforto e constrangimento em muitos pacientes. Mesmo com a prática de exercícios físicos e alimentação adequada, o problema pode persistir.

A braquioplastia, ou lifting de braço, reduz o excesso de pele entre a axila e o cotovelo, proporcionando uma pele mais lisa e com contornos suaves. O procedimento irá depender do grau de flacidez e gordura e pode ser feito em homens e mulheres, na idade adulta, com algum grau de flacidez.
Em casos com pouca flacidez é possível fazer a cirurgia sem deixar maiores cicatrizes e, quando o grau é moderado, as cicatrizes ficam bem escondidas na região das axilas. Apenas quando há muito excesso de pele e gordura é preciso que a cicatriz fique localizada na parte interna do braço.
Você também já se sentiu constrangido por causa do “tchauzinho”? Compartilhe conosco nos comentários.

Abdominoplastia


A abdominoplastia é indicada para pacientes que tem flacidez de pele abdominal e também diástase dos músculos retos abdominais. Diástase é o alargamento da distância entre os músculos que “seguram” o conteúdo interno do abdome (vísceras). Quando ela ocorre, há um deslocamento deste conteúdo para frente, fazendo com que o abdome fique mais abaulado.

Para corrigir isso, além de retirar o excesso de pele também é necessário reaproximar os músculos. Mas a cicatriz que fica evidente é a da retirada de pele. Por isso a flacidez da pele é o fator determinante da forma da cicatriz. Se existir flacidez abdominal na porção inferior do abdome, a cicatriz será horizontal, abaixo da linha das roupas íntimas, bem acima do púbis. Mas se a flacidez na parte superior do abdome for muito acentuada pode ser necessário um corte vertical, resultando no que chamamos de cicatriz em “T” invertido. Mas quando a paciente não apresenta muita flacidez além da cicatriz horizontal pode ficar também com uma pequena cicatriz vertical que corresponde ao orifício do umbigo “antigo”. Nestes casos a pele da parte superior do abdome não é muito excedente e por isso não dá pra esticar até a parte inferior onde fica a cicatriz da linha do biquini e por isso o “buraquinho” do umbigo antigo fica como um risco abaixo do umbigo novo.

Se está nos seus planos realizar uma cirurgia plástica, principalmente a abdominoplastia e a mamoplastia, discuta abertamente com seu médico sobre o desejo de ter filhos. O ideal é operar somente após ter todos os filhos desejados, mas claro, isso passa por uma escolha pessoal, pesando prós e contras.

Para quem fez a cirurgia de abdominoplastia e engravidou, ou ainda deseja engravidar, pode ficar tranquila pois o fato de ter feito esta cirurgia não prejudica o bebê! Raríssimos são os relatos de que uma gravidez após abdominoplastia evoluiu de forma desfavorável por causa da cirurgia. Basta pensar que a cirurgia recupera a parede abdominal na forma de uma mulher que nunca teve filhos. Na cirurgia a pele é “esticada” e os músculos abdominais reaproximados, e com a gravidez a pele será estirada ainda mais e os músculos abdominais novamente afastados pelo crescimento uterino.

Com ou sem cirurgia abdominal prévia, toda barriga será diferente após uma gravidez! Mas claro que uma segunda cirurgia de abdominoplastia é sempre mais complicada (como qualquer cirurgia feita por mais de uma vez, secundária como costumamos chamar). Então se você ainda não tem certeza que “fechou a fábrica”, melhor pensar se realmente vale a pena operar antes de engravidar!

Lipoaspiração


Se você, seja homem ou mulher, possui:
– Gordurinha localizada nas costas;
– A famosa “pochete” que não sai com exercícios físicos ou dieta;
– Gordura entre coxas, que provoca assaduras ;
– Gordura no culote;
– Acúmulo de gordura nos braços ;
– Papada;
– Acúmulo de gordura na região das axilas (pequeno volume);
– Entre outros: locais que apresentam pequeno volume de gordura… A lipoaspiração pode ser para você!

Ou seja, a lipoaspiração é destinada à retirada de gordura localizada e não é um método de emagrecimento.

Além de remover a gordura, durante a lipoaspiração, o cirurgião plástico pode ainda realizar a lipoescultura, que consiste em aproveitar a gordura retirada e colocá-la em outro local do corpo (como no bumbum) , de forma a melhorar a harmonia do corpo. Bomm, né?

“Vibrolipo” é uma técnica de lipoaspiração que conta com a ajuda de um aparelho que faz vibrar as cânulas de lipoaspiração, durante todo o procedimento.

A vibração facilita a quebra de fibroses e a retirada de gordura mais homogeneamente em todo o corpo. Sem o auxílio do vibrolipo as “marcas do caminho” por onde passou a cânula podem ficar mais evidentes (já viram quem já fez lipo ficar com depressões lineares na pele?). O uso do vibrolipo exige experiência do cirurgião no manuseio do aparelho. Os cuidados pré e pós-operatório para os pacientes são os mesmos de qualquer lipo.

O tempo de cirurgia pode ser um pouco menor, justamente pelo fato de se conseguir o resultado mais rápido, mas o tempo de lipo é determinado, principalmente, pelo tamanho da área a ser lipada! O uso de vibrolipo varia muito de cirurgião para cirurgião! Conheço quem adora os resultados do vibrolipo (como eu) e quem detesta usá-lo, mas também consegue bons resultados com cânulas normais!

Para pacientes que já fizeram lipo e que têm fibrose importante na região que precisa passar por nova lipoaspiração, o uso de vibrolipo e até mesmo lipo a laser é muito interessante.

-Lipoescultura: a lipoescultura é um procedimento semelhante à lipoaspiração. A diferença principal consiste no fato de que, enquanto na lipoaspiração retira-se e se descarta o excesso de gordura do corpo, na lipoescultura, reaproveita-se essa gordura para realizar o enxerto e moldar outras partes do corpo (como os glúteos, as “maçãs do rosto”, o dorso das mãos, as pernas) ou para minimizar celulite, vincos e depressões em várias partes do corpo.⠀
Lembrando que, para resultados prolongados, é importante manter um estilo de vida saudável.⠀

 

Lipoenxertia


As pessoas que procuram a lipoenxertia geralmente estão querendo apenas ganhar volume em áreas “murchinhas” no corpo… mas o que a maioria não sabe é que a gordura enxertada (colocada em outras áreas do corpo) também promove uma melhora importante da qualidade da pele!!! A gordura  é retirada de áreas onde está em excesso e colocada nas áreas com depressões, ou pouco volume, como bumbum e coxas, ou em outras áreas onde não queremos tanto volume, mas sim a melhora da pele como na face, dorso das mãos, celulites e etc.

Destacamos para você o enxerto de gordura no bumbum (glúteos), por ser uma cirurgia bastante procurada para aumentar o tamanho das nádegas pequenas (ou hipotróficas) ou que possuem alguma deformidade (congênita ou mesmo decorrente de acidentes). A gordura para enxertia glútea é retirada, geralmente, da região abdominal e cintura/flancos, onde se concentra mais gordura. Um volume um pouco maior é injetado para se ter o resultado final esperado, já prevendo uma  perda parcial por absorção da gordura enxertada.

No pós-operatório é importante o uso de cinta para modelar a área do bumbum e o repouso maior por 3 dias. Geralmente, o desconforto é discreto e bem controlado com analgésicos.

E você? Sabia que a gordura tem este efeito benéfico? Qual parte do seu corpo você acha que sua gordurinha seria bem vinda?

Lipolaser


A lipolaser é uma técnica de lipoaspiração com um aparelho que emite um feixe de luz pela fibra óptica. Essa luz promove a “quebra” das células de gordura e facilita a retirada delas durante a lipoaspiração. O laser é recomendado para pacientes que já fizeram a lipoaspiração ou procedimentos como a criolipólise. Nesses casos, a fibrose (ou a cicatriz do tecido subcutâneo) pode ser intensa. Então o laser é passado nas regiões afetadas por baixo da pele e dissolve diretamente as fibroses, facilitando depois a retirada de gordura pela cânula de lipo tradicional.

Outro efeito muito interessante do laser na lipo é que o calor gerado remodela o colágeno, promovendo, assim, uma retração na pele. Isso ajuda a diminuir a flacidez e torna a técnica uma ótima escolha para regiões com pele fina e naturalmente flácida, como a parte interna das coxas, o mento (papada) e os braços (na região do “tchauzinho”).  E você, conhecia essa cirurgia? Marque aqui um (a) amigo (a) que precisa de saber disso!

Gluteoplastia (Silicone Nádegas)


Você malha, malha, malha e, mesmo assim, sente que falta um pouco mais de volume no bumbum? A gluteoplastia, uma cirurgia que modela o formato dos glúteos, pode ser para você.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

A gluteoplastia é indicada para pessoas que têm o desejo de aumentar ou modelar o bumbum, deixando-o com mais volume. ⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O implante é colocado por dentro do músculo (ao contrário do da prótese de silicone que é colocado abaixo ou acima dele; tem duração aproximada de duas horas. Após a cirurgia (dentro de 48 horas), o paciente deve permanecer de barriga para baixo. Depois desse prazo, é permitido virar de lado e, em uma semana, já é possível sentar-se. No pós-operatório, uma cinta modeladora é usada.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Existem implantes redondos e ovais e a escolha é feita de acordo com o biotipo da pessoa, levando em conta o formato do corpo e os objetivos do paciente. Os resultados da gluteoplastia podem ser vistos imediatamente. Então, para saber se o procedimento é mesmo para você, marque sua consulta e saiba mais!

Ninfoplastia (Cirurgia Íntima)


O excesso de pele dos pequenos lábios vaginais pode provocar muito desconforto nas mulheres, e não só estético! O mais comum é a queixa de incômodo e dor durante as relações sexuais e de coceira por infecções repetidas por candidíase.⠀

Há mulheres que também se queixam de dor ao usar calça justa ou vergonha pelo excesso de volume ao usar biquini…⠀

A ninfoplastia reduz a pele dos pequenos lábios, dura cerca de 40 minutos e não é necessário repouso.

Muitas pessoas confundem a ninfoplastia com a diminuição do clitóris, mas são completamente diferentes: na ninfoplastia a região clitoriana não é operada, somente é retirada pele dos pequenos lábios. Portanto, as mulheres podem ficar tranquilas em relação a sensibilidade clitoriana (que não é afetada).⠀

Outra confusão é quando acham que há sobra de pele nos grandes lábios vaginais. A retirada de pele desta região pode até ser feita, se realmente houver excesso de pele, mas na maioria das vezes, o que ocorre é falta de gordura que dê sustentação à pele dos grandes lábios. Então a lipoenxertia promove uma melhora impressionante da forma e sustentação de toda a região. A lipoenxertia de grandes lábios é muito comum de ser associada à retirada de pele dos pequenos lábios, principalmente em pacientes após os 40 anos.⠀
Depois de fazer a ninfoplastia a paciente deve evitar os banhos muitos quentes, e deve seguir as recomendações médicas quanto a higiene íntima. A relação sexual é liberada com cerca de um mês.⠀

Se você se sente incomodada jamais tenha vergonha de expor suas queixas! Converse abertamente com seu cirurgião plástico, que podemos te ajudar!

Correção De Cicatrizes


As cicatrizes são sinais visíveis de lesão ou cirurgia, que permanecem após uma ferida ser cicatrizada, e seu desenvolvimento pode ser imprevisível.
A cirurgia plástica possui técnicas que permitem amenizar cicatrizes hipertróficas, quelóides e retrações cicatriciais, para proporcionar um resultado estético mais agradável ou melhorar uma cicatriz que teve má evolução, mas uma cicatriz não pode ser completamente apagada.

As opções de tratamento podem incluir:

• Tratamentos com medicações tópicas (cremes)

• Infiltração de medicação

• Revisão cirúrgica com técnicas diversas de fechamento da ferida.

O tipo de cicatriz que você tem, bem como as características da sua pele e seu histórico de saúde serão avaliados para que seja decidido o melhor tratamento para o seu caso. Agende uma consulta para saber quais as melhores opções para você.

Retirada De Tumores De Pele


Lifting De Coxas


Ginecomastia


Uma das cirurgias mais requisitadas para os homens é redução do excesso de mamas, chamado Ginecomastia. Caracterizada por excesso de gordura localizada ou da glândula mamária, ou de ambas, as mamas salientes podem causar desconforto físico e emocional em homens. A correção desse problema é realizada através de lipoaspiração com retirada de glândula, nos casos mais simples, mas também poderá ser necessária a retirada de pele quando há muita flacidez. A técnica cirurgica mais adequada para o seu caso será definida por seu cirurgião (ou cirurgiã)
Após a cirurgia, são necessárias cerca de uma a 2 semanas para voltar à rotina normal.

 

Dúvidas?

Dúvidas?

Você gostaria de mais alguma informação? Envie sua pergunta para nós através do formulário de contato ou redes sociais.

Telegram
WhatsApp